quinta-feira, 30 de julho de 2015

"REVIVENDO" - "PÁGINAS SOLTAS" - Poema de "ZÉ NINGUÉM"






 
Técnica mista  (Malay - Novº 2008)


"Há cores vivas no som de um clarim!...
__ A Primavera volta: _ e esquecida
a minha alma então fica embevecida
a meditar se a vida é sempre assim?

... E volta sempre linda no cetim
desalinhado em que ela vem vestida!
Traz o encanto viril da própria vida,
traz o perfume e as cores de um jardim.

Não volta mais a nossa mocidade!
... Eu venho então amor, deixar-te aqui
o lenitivo duma saüdade,
A saüdade de como eu te vi
no dia em que tive esta felicidade
de conseguir gostar tanto de ti."


(O legado que fica para os seus vindouros) - (26-III-947)
(Poema de Zé Ninguém) 
 



 

Sem comentários:

Enviar um comentário