sexta-feira, 31 de julho de 2015

"CHORAR?" - "PÁGINAS SOLTAS" - Poema de "ZÉ NINGUÉM"

 
 
 
 
Técnica mista  (Malay - Novº 2008)
 
 
 "Fui eu nas folhas de um livro encontrar,
uma rosa espalmada, ressequida!"
Recordações de um dia de uma vida,
que alguém não conseguisse desfolhar!
 
Como se ela quisesse ali guardar,
nas pétalas de dor esvanecida,
o sangue derramado de uma ferida,
de amores que ninguém quis aceitar!
 
Não me digam que é feio alguém chorar,
quando já muito pesam os sofrimentos.
É preciso a coragem de entornar,
 
Sozinho, no silêncio e sem lamentos,
as lágrimas da taça a transbordar,
onde vão os meus próprios sentimentos..."
 
(Poema de Zé Ninguém)
 
 
 
 
 
 
 


Sem comentários:

Enviar um comentário