terça-feira, 3 de novembro de 2015

"VIVENDO A VIDA NOS TEUS OLHOS" - "PÁGINAS SOLTAS" - Poema de "ZÉ NINGUÉM"

 
 
 
 
Trabalho de técnica mista (Malay/2008)



Esses olhos castanhos tão brilhantes,
tão vivos e raiados de esperança,
encerram inocência de criança,
num brilho parecido aos diamantes.


          São como os olhos meigos dos amantes,
          jurando sempre eterna uma aliança,
          numa volúpia de prazer que cansa,
          que dura apenas uns breves instantes...


Essa chama que arde o coração,
quando os olhos o fazem em ferida,
mostrando do amor a ilusão.


          Do nascer e morrer vivendo a vida,
          no prazer, na sublime sensação
          de amar uma ilusão muito querida.




(Poema de Zé Ninguém)


(Desenho a caneta - Malay/Outº/2015)




Sem comentários:

Enviar um comentário